Registro de Domínio, tudo o que você precisa saber...

Atualizado: 31 de Mai de 2019

Graças à Internet, seu negócio pode funcionar perfeitamente tanto no âmbito local como no internacional. Com as distâncias encolhendo a cada dia, seus produtos e serviços podem alcançar diferentes tipos de mercado e de público. No entanto, para que isso aconteça, você precisa de um ponto central - podemos chamar de um tipo de escritório central online. E qual é a solução? Um site profissional e abrangente. Seu nome de domínio é o endereço onde seu público pode te encontrar online. É o terreno que você registrou na internet. Um bom nome de domínio pode ser crucial para o sucesso do seu negócio, mas quanto realmente deve-se pagar por um domínio?

Como sua empresa não é a única presente no mundo tecnológico, a chave para ser descoberto é manter um nível de consistência para a sua marca. Isso significa que seu site deve poder ser reconhecido tanto quanto qualquer um dos seus outros recursos de marketing, sejam eles online ou offline - como suas contas nas redes sociais, seu logo, embalagens ou cartões de visita. É aqui que entra seu domínio. Além de ser mais fácil para visitantes e potenciais clientes encontrarem seu site, mostrar que você tem um endereço na internet posiciona a sua empresa como mais idônea e conceituada do que as outras.

Mas quais elementos devem ser levados em consideração quando for comprar seu próprio domínio? Nesse guia completo vamos cobrir todas as questões que você possa se perguntar, desde a importância de um domínio personalizado até encontrar o melhor registrador de domínios e compreender quanto vai custar:



Registro de Domínio - Tudo que você precisa saber


O que é um domínio?

Se seu site fosse uma casa, seu domínio seria o endereço. Mais precisamente, a cada site no mundo é atribuído um endereço de IP específico. Mas como o esse endereço de IP é uma série de números e pontos, isso dificulta muito para que os visitantes humanos consigam lembrar e digitar. É por isso que foram criados os nomes de domínio - que são basicamente uma etiqueta legível conectada ao IP específico de um site. Todos os domínios “habitam” no sistema de nomes de domínios (DNS - domain name system em inglês), um sistema universal que atribui endereços a servidores e sites.


Por que é importante ter seu próprio domínio?

Seu site é a primeira impressão que você deixa na Internet. Um domínio personalizado tem uma aparência profissional e mostra para os consumidores que seu site é idôneo e confiável.

Facilita para seu site ser encontrado, já que um domínio (uma palavra ou frase) é mais facilmente memorizado do que o endereço de IP (uma série de pontos e números). E se você mudar o hospedeiro do seu site (falaremos mais sobre esse assunto abaixo), ainda pode manter o mesmo domínio, tornando sua presença online ser mais consistente com o tempo.

Adquirir seu próprio domínio é um passo necessário se você está planejando ter seu endereço de email profissional (com o nome da sua marca depois do “@”).

Do ponto de vista do SEO, seu domínio dá ao Google uma indicação do que trata seu site, e aumenta suas chances de ter um posicionamento mais elevado nos resultados de busca.

De uma forma geral, esses fatores contribuem para sua visibilidade online, o que se traduz em mais oportunidades de negócios e, por fim, em mais vendas. É por esse motivo que o registro do domínio é um passo crucial que deve ser dado ao criar seu site profissional


Qual é a estrutura do nome de domínio?

A estrutura do que nós chamamos de domínio ou “nome de domínio” é composta de duas partes: o próprio nome (domínio de segundo nível - SLD) e a extensão (domínio de nível superior, ou domínio de topo - TLD). É importante compreender isso para evitar registrar errado. Ao contrário dos nomes no nosso idioma, nomes de domínio são lidos da direita para a esquerda. Isso explica porque a parte que é “de nível superior”, na realidade, é a última parte que aparece no seu endereço (URL).

SLDs: O Domínio de Segundo Nível, na realidade, é o “nome” do seu domínio. De muitas formas, seu SLD é a identidade do seu site e portanto deve representar seus serviços ou produtos. Por exemplo, se olharmos o domínio ac3digital.com.br, a parte do SLD é ac3digital.

TLDs: Um Domínio de Nível Superior (ou Domínio de Topo) refere-se ao último segmento do nome de domínio, depois do último “ponto” do seu URL. Os TLDs mais comuns que você encontra quando navega pela Web são “.com”, “.net”, “.edu” e “.org”. A seguir, conheça os principais grupos de TLDs que as empresas e as pessoas físicas podem comprar:

gTLD: Domínios de Nível Superior Genéricos são as extensões mais comuns que você vai encontrar tais como “.com” ou “.org”. Ao longo do tempo, devido à crescente demanda, mais gTLDs foram adicionados à lista de opções oferecidas aos donos de sites, que agora conta com mais de mil - incluindo “.design”, “.ninja” ou “.guru”. Todas essas extensões estão disponíveis para registro, apesar de que o registro de alguns gTLDs registrados, como “.name” ou “.pro”, exige prova de que o interessado está dentro das orientações determinadas para cada uma.

ccTLD: Domínio de Topo de Código de País (ou Domínio Nacional de Nível Superior) dá reconhecimento a um país específico, normalmente na forma de duas letras. Por exemplo, “.br” para a Brasil, “.pt” para Portugal.

Você sabia? Você provavelmente já escutou a palavra “URL”. Essa é a abreviatura de “Uniform Resource Locator (ou em português, Localizador Padrão de Recursos) e na realidade descreve o que você vê no seu navegador quando está lendo uma página na Internet. É composto dos seguintes elementos, da esquerda para a direita:

Protocolo de transferência (HTTPs ou HTTP) + Subdomínio (“www.”) + Nome de Domínio de Segundo Nível + Nome de Domínio de Nível Superior + Arquivos e Diretórios (cada página específica do site).


No caso específico do Brasil, não é possível registrar um domínio diretamente abaixo do topo (.br - o ccTLD do Brasil), sendo sempre necessário combiná-lo com um gTLD. É assim que surge o onipresente ".com.br". A autoridade que cuida dos registro de domínio no Brasil é o Registro.br e eles chamam apenas o ".br" de Domínio de Topo, cabendo ao ".com" (e demais alternativas de gTLD, como ".org", ".edu" e ".net", entre tantas outras) o título de Domínios de Primeiro Nível, ou "categorias".


O que é hospedagem de sites?

Para ter um site totalmente profissional, você precisa de um nome de domínio, mas também de um hospedeiro - que é o serviço oferecido por uma empresa para armazenar seu site em um servidor. Graças ao serviço de armazenamento, seu site existe e torna-se visível em algum lugar na internet - e isso significa que o site é exibido cada vez que um visitante digita seu endereço no navegador.

A maioria dos construtores de sites cobra uma taxa para hospedar seu site, além de taxas adicionais para registrar seu domínio e conectá-lo ao seu site.


Como escolher um bom nome de domínio

Agora que os conceitos mais cruciais já foram explicados, é o momento para se aprofundar no que é necessário para ter um bom nome de domínio. Para que seu domínio faça sucesso, ele precisa ser da seguinte forma:

Simples: Deve ser simples o suficiente, para que as pessoas consigam pronunciar, escrever e portanto lembrar. Tendo isso em mente, evite usar uma grafia peculiar ou símbolos aleatórios.

Curto: Porque quanto maior for, mais difícil vai ser para os visitantes lembrarem.

Relacionado à marca: Seu domínio deve incluir o nome da sua marca ou pelo menos uma variação desse nome. Isso vai fazer seu site ser reconhecido imediatamente, além de mantê-lo consistente com seus outros elementos de branding.

Amigável ao SEO: O domínio é uma das primeiras coisas que o Google olha quando classifica um site. Considere incorporar palavras-chave relevantes, que descrevam seu negócio. Alguns exemplos podem ser incluir seu tipo de negócio (FelipeSilvaFotografia.com) ou a sua localização caso você esteja tentando conseguir consumidores através do SEO Local (FelipeSilvaRiodeJaneiro.com).

Leitura extra: Há muitos fatores que devem ser levados em consideração ao escolher seu endereço na Internet. Para te ajudar, você pode consultar nosso guia extremamente útil sobre como escolher o melhor nome de domínio para seu site.


Como saber se o domínio que eu desejo está disponível?

Fácil! Você pode verificar se o nome escolhido pode ser seu usando uma ferramenta para verificação da disponibilidade de nome de domínio. Veja a seguir como você pode verificar se o domínio dos seus sonhos está disponível: Escolha um serviço de verificação de domínio - recomendamos este serviço de busca de nome de domínio que te permite experimentar quantas opções você quiser gratuitamente. Como alternativa você pode usar um dos geradores de múltiplos nomes de domínio disponíveis online para encontrar mais ideias. Em seguida escolha a extensão e compre seu domínio usando um registrador de domínios, como o registro.br ou superdomínios.org.

O domínio desejado já está sendo usado? Não se preocupe, há opções! Muito provavelmente seu domínio estará disponível com uma extensão diferente (TLD). Você também pode testar variações do seu nome. Tente uma versão abreviada do seu domínio ou adicione uma palavra-chave relacionada à sua localização ou profissão. Como alternativa você pode usar uma das muitas ferramentas que existem online para encontrar mais ideias para um novo nome de domínio.


Como comprar um domínio

Antes de pegar seu cartão para registrar seu domínio, você deve compreender por que é necessário fazer o registro do domínio. Seu domínio é sua propriedade online e, como tal, seu registro precisa passar pela autoridade central: ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers ou em português Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números). Para que isso aconteça, você precisa adquirir seu domínio através de um registrador de domínios, que está apto a negociar em seu nome com o ICANN. Essa empresa vai, dessa forma, garantir que seu nome de domínio seja registrado corretamente e portanto esteja protegido. Além disso vai ser responsável pela administração do seu domínio e monitorar as renovações mensais ou anuais.

Uma vez que a empresa selecionada é quem vai negociar seu domínio, recomendamos que você verifique a sua reputação. Há muitas empresas ativas no mercado que fazem esse registro, mas nem todas oferecem as mesmas condições e algumas chegam a cobrar taxas ocultas (administração, renovação, etc.) e isso vai tornar compra do seu domínio muito mais cara do que deveria ser. Certifique-se de escolher um registrador de domínio confiável para fazer seu registro, que seja totalmente transparente sobre taxas e outros termos e condições.

Sugerimos escolher uma empresa que também ofereça a hospedagem do site, para ter certeza de que tanto seu site como seu domínio estarão debaixo do mesmo teto. Dessa forma, todo o processo do seu site está centralizado em um único local de fácil acesso.


Quanto custa um domínio?

O preço do seu precioso nome depende de uma série de fatores, tais como:

A extensão do domínio: “.com” ou “.org” são frequentemente mais caras que “.co.uk” ou “.fr” para o mesmo domínio.

De quem você compra o seu domínio: Nem todos os registradores de domínio têm os mesmos preços, isso sem mencionar a variação nos serviços de mercado secundário.

As condições escolhidas: Garantir seu nome para um ou para diversos anos pode impactar o preço desse negócio.

A popularidade das suas palavras-chave: Nem todas as palavras têm o mesmo valor - por exemplo, “CarInsurance.com” (SeguroDeCarro.com em inglês) foi vendido por incríveis US$49.7 milhões, fazendo esse ser o domínio mais caro já vendido.

Proteção de privacidade: Todos os donos de domínio precisam compartilhar seu nome e contato com o ICANN, onde serão listados publicamente. Não quer ser encontrado? A privacidade de domínio substitui suas informações particulares pelos dados do registrador.

Levando em consideração todos esses elementos, alguns usuários precisam pagar taxas maiores para adquirir seu domínio - seja porque esse é um mercado competitivo ou porque o domínio é muito procurado.

Mas para a maioria dos nomes de domínio, o valor não deve ser mais que R$100,00 por ano. Se o preço for mais alto, aí passa a ser uma decisão da empresa que deve pesar os prós e os contras. Uma pergunta útil que você deve se fazer é “quanto vai me custar não ter o domínio certo?” Não ter o reconhecimento de imediato, a reputação, o tráfego orgânico e as vendas que resultariam de ter o domínio certo podem pesar mais que um preço um pouco salgado.


Mercado secundário do domínio

Se o domínio dos seus sonhos já pertence a outra pessoa, mas você está determinado a que seja seu, ainda há a possibilidade de poder comprá-lo do mercado secundário de domínios. Revender nomes de domínio já registrados tornou-se um outro mercado, com vendas por leilão e corretores de domínio que assumem o trabalho de ficar rastreando quem é o atual dono do domínio. No entanto, você deve tomar muito cuidado, pois no mundo de compra e venda de domínios, infelizmente, há muitos trambiqueiros. É melhor que você esteja ciente disso e que siga todos os passos com muito cuidado antes de comprar um domínio de um vendedor particular. Não se deixe iludir por serviços ou pessoas que sejam “bons demais para ser verdade”.

Tenha em mente que como esse é um espaço lucrativo para se ganhar dinheiro, os preços podem estar inflacionados, chegando facilmente a valores à faixa de US$1.000 a US$30.000. Comprar o seu domínio através desse caminho também requer mais tempo, já que é um processo mais prolongado do que simplesmente fazer o registro do domínio. Pense no trabalho que dá encontrar o dono do domínio e entrar em contato, e depois o tempo que leva para negociar e fechar negócio.

Se você está disposto a seguir esse caminho, veja abaixo o passo-a-passo de como comprar um domínio que já foi registrado:

Primeiro é preciso identificar a quem pertence seu nome de domínio. Você pode usar um serviço como WHOis para encontrar a informação relevante. Através dessa busca você deve conseguir nome, email e número de telefone do dono do domínio. No entanto há casos onde as informações do dono são privadas, especialmente com a nova legislação de GDPR na Europa - e aí será necessário recorrer a um corretor profissional.

Se você conseguir, entre em contato com o dono que consta no registro. Você pode enviar um email explicando seu pedido. Aqui você deve perguntar se o domínio está à venda. Você pode oferecer um valor que está disposto a pagar pelo domínio para poderem começar a negociar.

Se o proprietário concordar com a ideia de vender, você vai precisar negociar bastante de forma a conseguir chegar a um valor com o qual ambos fiquem satisfeitos. Determine seu orçamento e estabeleça quanto você está disposto a gastar antes de começar a dar lances. Dessa forma, você sabe qual é seu limite e quais são as restrições do seu orçamento antes de chegar ao ponto do processo onde não vai mais dar para voltar atrás.

Quando chegarem a um consenso e a um acordo, é o momento de pagar.


Fale com a AC3Digital e tenha um plano personalizado para sua empresa.

32 visualizações

Siga-nos nas redes sociais

  • Whatsapp AC3Digital
  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • AC3Digital Instagram
  • White Twitter Icon

© 2019 por AC3Digital Soluções